sábado, 8 de outubro de 2016

III Encontro dos Poetas da Língua Portuguesa






Participando do III Encontro dos Poetas da Língua Portuguesa no Rio de Janeiro com Giselda Camilo, no lançamento da antologia Em Todos os Ritmos da Poesia, na qual encontram-se publicadas poesias deste poeta.

Nas fotos com Dalberto Gomes e Mariza Sorriso (mentora do Encontro)

Alva Neve - Virgolino Lima - Projeto Poesia Contagia

Alva Neve

Olhar, com gesto humano descreve
Seus passos com beleza delicada
Ao ver as lindas pernas alva Neve.
Donde uma mente massificada


Vês aqui o amor, de um bem passado
Com juras de amor sem vingança
A paciência pelo tempo esperado
Com glória lhe tenho toda esperança


A vista que tem se mostrou um dia
Com brandura jura o amor puro
Estar-se com desejos de verdade


Por novo gozo seu mundo pretendia
O amor venceu o sentimento seguro
O peito ergue tal amor com felicidade.


Virgolino Lima
(Imagem da Web.)

Sem Querer - Virgolino Lima - Projeto Poesia Contagia

Sem Querer

Sem querer o que querias
Me viste em uma foto
Que ficou marcado
O início do seu querer
Algo tocou teu coração
A ansiedade fluiu
Sua visão visionária
Confirmou sua intenção
O fogo apagado aqueceu
O abstrato se concretizou
Se relatou a história
Toda em nome do amor
Em plena primavera
Sem querer querendo
O amor desabrochou. 


Virgolino Lima
(Imagem da Web.)

quinta-feira, 19 de maio de 2016

terça-feira, 3 de maio de 2016

Amor Puro, Juro - Projeto Poesia Contagia

Amor Puro, Juro

Não me desespero por esperar
O momento certo
Para te amar, meu amor
Não tenho sonho
Como pura ilusão
Acredito no amor
Amor puro, juro
Que vem do coração
Que vem do coração
Meus planos, minha vida
Sempre serão você,
Meu ar, meu viver, meu bem querer
Meu dom de amar, meu pecado.
Minha sentença
É amar.
É amar você.

Virgolino Lima
(imagem da web)

domingo, 1 de maio de 2016

Tudo - Projeto Poesia Contagia

TUDO
- Projeto Poesia Contagia -


Sol, lua e estrela
Luz do meu caminho
Energia do meu eu
Saudades de um todo
Êxtase da vida
Oxigênio do meu sangue
Compassos do meu coração
Resiliência do meu fraco
Sutilezas dos meus beijos e abraços
Meu descanso relaxado
Enfim...
Meu motivo de ser apaixonado

.
Virgolino Lima
(Imagem da web)